Enquanto em um contrato de aluguel normalmente você não precisa dispor de talheres, panelas nem sofás, em um acordo de temporada esses itens são essenciais e podem fazer a diferença na hora de um inquilino escolher onde deseja passar suas tão desejadas férias.

O conceito é bastante simples: você não quer ter trabalho nas suas férias, certo? Seus inquilinos também não. Por isso seu apartamento deve ser pensado para que o veranista (ou invernista) tenha tranquilidade e aconchego. Afinal, ninguém quer lotar o carro ou a mala de férias com panelas, travesseiros e ventiladores.

Por isso, neste post, vamos detalhar quais itens um bom imóvel de temporada tem de ter disponível, quais são dispensáveis e o que pode ser considerado luxo, mas legal. Ele também pode servir de parâmetro caso você esteja procurando um bom imóvel de temporada e quer saber se ele está completo ou não.

O que um bom imóvel de temporada tem de ter e oferecer aos inquilinos

Antes de mais nada, pense no que você gostaria de ter em um período de dois a 90 dias. Pensar como um inquilino neste momento auxilia a descobrir o que é essencial em um bom imóvel de temporada e o que não é tão necessário assim.

No quarto: cama, ventilador, armário/arara de roupas, roupa de cama e travesseiros;

No banheiro: vaso sanitário, chuveiro completo com box, pia e espelho;

Na cozinha: armários, fogão, geladeira, panelas, talheres, copos, pratos e panos de prato;

Na sala: sofá, mesa e cadeiras, televisão, internet wi-fi.

E uma dica é fundamental. Seu imóvel de temporada não deve ser um depósito de móveis antigos! Como são poucos móveis essenciais é possível investir um pouco e proporcionar uma estadia melhor para os seus locadores.

Outro ponto a se considerar é o fato de que os imóveis de temporada em grande parte são contratados apenas pela internet. Isso quer dizer: faça fotos do imóvel.

O que é supérfluo, mas interessante em um bom imóvel de temporada

No quarto: ar-condicionado, cobertores;

No banheiro: armário;

Na cozinha/área de serviço: travessas, microondas, liquidificador, utensílios extras como espátulas e pegadores, cafeteira, máquina de lavar e secador de roupa;

Na sala: ar-condicionado, um segundo ventilador, televisão a cabo, jogos de tabuleiro;

O que não deve ter em um imóvel de temporada

É importante falar também em objetos que não devem ser deixados em imóveis de temporada, mesmo que ele seja seu apartamento em grande parte do ano. Essa observação é imprescindível por uma questão de segurança tanto para o inquilino quanto para o proprietário:

  • Objetos pessoais: fotos, roupas suas ou de inquilinos anteriores;
  • Objetos de valor: quadros, joias e vasos de coleção ou com alto valor embutido;
  • Objetos perigosos: caso você tenha uma arma ou um conjunto de facas perigosas, retire-as da casa antes de colocar para alugar.

Mas é importante frisar também que todos os itens que estejam disponíveis no seu imóvel de temporada, sejam talheres ou uma televisão, devem estar explicitados no contrato de aluguel firmado entre inquilino e proprietário. Isso evita que ambos tenham problemas no futuro e possam reivindicar caso haja discrepâncias entre o que foi combinado e o que foi oferecido.

Além disso, o inquilino tem um prazo de 48 horas para reclamar de algo faltando no apartamento, assim como o locatário tem o mesmo período para falar sobre algo que foi retirado sem permissão.